quarta-feira, 6 de outubro de 2010

PROGRAMA TRADICIONALISTA VENTO SUL

CONTADOR DE CAUSOS - REVOLUÇÃO
Adenir Paz da Silva

A tropilha da existência
trouxe junto aquele velho,
sua idade era um mistério,
pra saber? - só adivinhando.
Le chamavam Valenciano,
índio curtido e campeiro,
que apesar dos seus janeiros
tinha ainda bom tutano.

Agachados à beira do fogo
com o olhar perdido no nada
Valenciano resmungava
coisas que ninguém entendia,
parece que se perdia
em sonho, de olhos abertos,
e quem estivesse por perto
tinha pena e até sorria.

Mas, em momentos de lucidez
buscava na sua memória
aquela carreta de histórias
que o tempo lhe havia confiado,
e num jeito de acanhado,
com voz calma e fala mansa
escolhia uma, dentre tantas,
iniciando assim o seu relato:

Bem antes, parceiro, bem antes
de acabar com a monarquia,
o gaúcho já sabia
o que tinha de fazer,
ser livre ou então morrer
lutando e não se entregando
aos desmandos soberanos
desses donos do poder.

O Rio Grande foi República,
nos apartamos do Reinado,
foi guerra pra todo o lado,
iniciamos o levante
empurrando tudo por diante
com sonhos de Liberdade,
que pra falar a verdade
não ficou muito distante.

Num tempo que já não sei
estes campos sem colheitas
não empanturraram as carretas,
se perdeu a produção,
o gado sem marcação
extraviou-se campo a fora,
alegria foi embora,
calejou meu coração.

Ficou tudo abandonado,
estância virou tapera
não suportando a espera
de acabar tamanha briga.
Sinto um frio na barriga
de lembrar tanta judiaria,
morte, choro e gritaria...
Mas passou, é coisa antiga.

Depois de dez longos anos,
por fim se acabou a peleia.
Nunca vi coisa tão feia:
a indiada peleando no braço,
sentindo o andar do aço,
guerreando de peito aberto,
debochando da morte bem perto
à base de lança e dagaço.

Vou encurtar este causo, parceiro,
pois a memória me trai um pouco,
não pense que estou louco
pedindo pra acreditar
mas é que tive de falar
nesses fatos assucedidos,
pois trago lembranças comigo.
Fui Farrapo, estive lá...

E assim voltava o Valenciano
a olhar através do nada,
sorrindo ou dando risada
do causo que vinha contando.
Acabava se calando,
perdido em recordações,
fungava para negar emoções,
confuso, triste e chorando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Subscribe Now: google

Add to Google Reader or Homepage

Subscribe Now: poweredby

Powered by FeedBurner

VENTO SUL PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

VENTO SUL PRODUÇÕES ARTÍSTICAS
Contatos pelo fone: (53) 9934-6243 = Barão de Cotegipe nº 748 centro - CEP: 96200-290
Estamos produzindo este programa Tradicionalista, com todo o carinho que o Rio Grande do Sul merece, e o alcance atualmente é de 18 municípios pela tv aberta, irá ao ar também pela VIA CABO E NET.
Get the Flash Player to see this player.
Adicionar aos Favoritos

Follow by Email

SEJA BEM VINDO AO BLOG DO PROGRAMA VENTO SUL.

Muito obrigado por visitar o blog do Programa Tradicionalista Vento Sul, fique à vontade, é um prazer imenso tê-lo conosco, volte sempre.

Um grande abraço.

Clovis Fonseca

Produtor e Diretor.

Rio Grande/RS.

PROGRAMA VENTO SUL

PROGRAMA VENTO SUL
A tradição do Rio Grande do Sul

O que você gostaria de ver no programa?

Semana Farroupilha

Postagens populares